sexta-feira, 16 de abril de 2010

Consumidores venderam a alma sem saber

Cerca de 7.500 pessoas que fizeram compras em loja de games deram algo em troca

Milhares de compradores que usaram os serviços online da loja britânica GameStation caíram em uma pegadinha de Dia da Mentira que se estendeu por uma semana.

No meio do formulário de compra, a loja escondeu um termo em que dizia que eles teriam direitos sobre as almas de todos que não clicassem “não” em uma caixa do contrato.

Era bem simples e fácil de ver, porém, pouquíssimas pessoas se deram conta e, quando a GameStation passou a régua, percebeu que era dona de 7.500 almas perdidas.

Segundo eles, a brincadeira serviu para mostrar que 88% dos seus compradores não dão a mínima para o que vem escrito nos termos e condições do contrato de compra de mercadorias.

Os 12% mais espertos que leram tudo direitinho e optaram por não vender suas almas foram recompensados com vales de R$ 17.

Para todos os outros que, por não lerem as letras miúdas, acabaram por vender suas almas, eles mandaram um e-mail dizendo que não querem nada com a alma deles e que abrem direito de todos os direitos adquiridos pela “cláusula da alma imortal” que havia nos termos de compra.


OBS: PODE PARECER UMA SIMPLES BRINCADEIRA...
MAS EU ACHO QUE NÃO!

Ir. ANTONIO

domingo, 11 de abril de 2010

MARTINHO LUTERO

"A menos que vocês provem para mim pela Escritura e pela razão que eu estou enganado, eu não posso e não me retratarei. Minha consciência é cativa à Palavra de Deus. Ir contra a minha consciência não é nem correto nem seguro. Aqui permaneço eu. Não há nada mais que eu possa fazer. Que Deus me ajude. Amém." Martinho Lutero